Katia Vega é eleita um dos Inovadores Menores de 35 Peru 2016

Ex-aluna da Puc-Rio, Katia Vega, 33, foi premiada pela versão espanhola do MIT Technology Review como uma dos cinco inovadores menores de 35 anos no Peru em 2016. Ela foi selecionada dentre 300 candidatos pela sua idéia de “Beuaty Technology”, em que relaciona estética com tecnologia, desenvolvendo produtos de beleza que escondem elementos tecnológicos na superfície da pele. Esse conceito foi desenvolvido por ela e orientada pelo professor Hugo Fuks em seu doutorado na Puc-Rio que teve seu término em Fevereiro de 2014.

O Prêmio “Inovadores menores de 35 Peru” está na sua quarta edição e premia os principais projetos tecnológicos no país.

 

Prêmio de 2º melhor artigo do SBSC

A aluna de doutorado Greis Silva, orientada pelo Prof Alberto Raposo, recebeu o prêmio de 2º melhor artigo no SBSC (Simp. Bras. de Sistemas Colaborativos) com a publicação entitulada “Identifying Awareness Requirements in Face-to-Face Collaborative Applications for Users with Autism Spectrum Disorders”.

O SBSC – Simpósio Brasileiro de Sistemas Colaborativos aconteceu no XXXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC 2016) em Porto Alegre no período de 04 a 07 de julho de 2016.

Profa. Clarisse Sieckenius recebe Prêmio de Mérito Científico da SBC

A Profa. Clarisse Sieckenius de Souza recebeu o Prêmio Mérito Científico (Patrono Prof. Luiz Fernando Gomes Soares) concedido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC). A premiação ocorreu durante a abertura do CSBC 2016, no inicio de julho.

Durante o evento, houve uma cerimônia em homenagem ao Prof. Luiz Fernando (ex-vice-presidente da SBC).

Professor do CTC/PUC-Rio lança livro sobre Beauty Technology em parceria com pesquisadora do MIT

Obra é resultado de sete anos de pesquisa sobre como usar pele, unhas e cabelos como plataformas interativas

 

Cílios postiços programados para mexer objetos, unhas falsas que tocam sem encostar no piano e cabelos postiços que enviam mensagens para um celular em situações de risco. Estas são algumas das possibilidades criadas pela inovadora Beauty Technology, que defende a prática de disfarçar dispositivos tecnológicos em maquiagens e cosméticos, dentro da área da Computação Vestível. Estas pesquisas estão presentes no livro “Beauty Technology – Designing Seamless Interfaces for Wearable Computing”, que o pesquisador Hugo Fuks, professor do Departamento de Informática do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), lançou em parceria com a pesquisadora peruana Katia Vega, DSc em Ciência da Computação pela PUC-Rio e atualmente Postdoc Associate do MIT Media Lab.

 

O livro propõe, com base no trabalho de sete anos da dupla de pesquisadores, usar superfícies regenerativas do corpo (pele, unhas e cabelos) como plataformas interativas. Com 110 páginas, a obra é um lançamento da editora Springer International Publishing Switzerland, disponível em inglês, e poderá ser comprado pela internet.

 

Reconhecida internacionalmente por seu trabalho na área de Beauty Technology, Katia Vega já teve projetos premiados. Em 2013, ela criou cílios falsos capazes de controlar drones e trocar slides com o piscar dos olhos, conquistando o primeiro lugar no TEI Design Challenge, em Barcelona, Espanha. No ano passado, um novo projeto da pesquisadora, denominado Hairware, possibilitava que apliques capilares fossem capazes de disparar mensagens de celular, fazer gravações, filmar e tirar fotos com apenas um toque no cabelo. O projeto recebeu prêmio de melhor demonstração na Conferência Inteligente User Interfaces (IUI), em Atlanta, nos EUA.

 

Para o professor Hugo Fuks, os objetos estarão, em um futuro próximo, identificando as necessidades do homem e o auxiliando de forma responsiva. Segundo ele, tudo em nossa volta terá sensores objetivando a percepção: “Os objetos irão reconhecer seus usuários e as atividades que estão desempenhando, adequando-se a eles”, explica.

 

“A acelerada evolução da computação possibilita dispositivos cada vez mais avançados de dimensões mínimas, aproximando da realidade a ideia futurística de vestir tecnologias. O Apple Watch e o Google Glass são exemplos de dispositivos vestíveis ‘do presente’”, destaca Fuks.

 

Mais informações acesse a página da Editora Springer.

Prêmio de melhor artigo do SBGames 2015

Artigo com coautoria de Bruno Feijó junto a pesquisadores da UFF ganhou o prêmio de Best Paper do SBGames 2015. Dois autores são ex-alunos do DI/PUC-Rio atualmente no Instituto de Computação da UFF: Prof. Esteban Clua e o pesquisador visitante Luis Valente. O artigo: An indoor navigation system for live action virtual reality games, Alexandre Silva (UFF), Esteban Clua (UFF), Luis Valente (UFF) e Bruno Feijo (PUC-Rio).

Prêmio de melhor artigo na IFIP International Conference on Entertainment Computing (ICEC 2015)

Edirlei Soares de Lima, que concluiu seu doutorado sob a orientação do Prof. Bruno Feijó e é atualmente professor da UERJ em Nova Friburgo, recebeu o “best paper award” da IFIP International Conference on Entertainment Computing (ICEC 2015), pelo artigo “Storytelling Variants: The Case of Little Red Riding Hood”, escrito em co-autoria com os professores Bruno Feijó e Antonio Furtado.

Profa. Clarisse Sieckenius de Souza é agraciada com o prêmio IFIP TC Pioneer pelo TC 13 (Human-Computer Interaction)

A Profa. Clarisse Sieckenius de Souza foi agraciada pelo IFIP TC 13 (comitê técnico sobre Human-Computer Interaction), durante a conferência INTERACT 2015, em Bamberg, Alemanha, com o prêmio IFIP TC Pioneer. “An IFIP TC Pioneer is one who, through active participation in IFIP Technical Committees or related IFIP groups, has made outstanding contributions to the educational, theoretical, technical, commercial or professional aspects of analysis, design, construction, evaluation and use of interactive systems.” (site do IFIP TC 13)

Prof. Furtado agraciado com o Peter Chen Award em 2014

Antonio L. Furtado, Professor Emérito do Departamento de Informática da PUC-Rio, é o ganhador do Peter Chen Award 2014 pelas suas contribuições para a área de modelagem conceitual de banco de dados, que cobrem um período de quase 4 décadas. O Prof. Furtado desempenhou ainda um papel fundamental na criação e desenvolvimento da área no País, projetando-a no cenário internacional. Publicou livros pioneiros em estruturas de dados e organização de bancos de dados, este último um marco importante para o ensino de computação no Brasil.