Desenvolvendo Use Cases a partir de Modelagem Organizacional

Victor F.A. Santander Jaelson F. B. Castro

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática

Cx. Postal 7851, CEP 50732-970, Recife-PE, BRAZIL

Phone: (+55 81) 271-8430, Fax: (+55 81) 271-8438

{vfas,jbc}@cin.ufpe.br

Resumo: O paradigma de desenvolvimento orientado a objetos tem conquistado fervorosos adeptos na comunidade de engenharia de software. Um dos mais importantes avanços foi o surgimento da UML, uma linguagem padronizada para modelagem visual. Tipicamente Diagramas de USE CASES tem sido usados para capturar requisitos funcionais do sistema a ser desenvolvido. Contudo, o desenvolvimento de sistemas computacionais ocorre dentro de um contexto onde processos organizacionais estão bem estabelecidos. Portanto, é preciso capturar os requisitos organizacionais para definir como o sistema pretendido irá satisfazer os objetivos da organização, por que ele é necessário, quais as alternativas existentes, quais as implicações das alternativas para as várias partes interessadas, etc. Lamentavelmente UML e técnicas baseadas em cenários em geral, não estão equipadas para modelar os requisitos organizacionais. Precisamos de outra técnica, tal como i*, para representar estes aspectos. Contudo, os requisitos organizacionais precisam ser relacionados aos requisitos funcionais, representados através de Diagramas de Use Case. Neste artigo apresentaremos algumas diretrizes que podem auxiliar o engenheiro de requisitos a desenvolver Diagramas de Use Case em UML a partir dos modelos organizacionais propostos na técnica i*.

Palavras-Chave: Cenários, Modelagem Organizacional, Engenharia de Requisitos

Abstract: The object oriented development paradigm has attracted many supporters in the Software Engineering community. One of the most important advance was the Unified Language Modelling (UML), a standard for visual modelling. Use Cases Diagrams have been used for capturing system functional requirements. However, system development occurs in a context where organisation processes are well established. Therefore, we need to capture organisational requirements to define how the system fulfils the organisation goals, why it is necessary, what are the possible alternatives, what are the implications to the involved parts, etc. Unfortunately, UML and other scenario-based techniques not are well equipped for modelling organisational requirements. We need others techniques, such as i*, to represent this aspects. Nevertheless, organisational requirements must related to functional requirements represented as Use Cases. In this paper we present some guidelines to assist the requirement engineer in the development of use cases from the organizational models represented by i* technique.

Keywords: Scenarios, Organisational Modelling, Requirement Engineering.