Live discutiu impacto de Aho e Ullman para algoritmos na era digital

Professor Roberto Bigonha (UFMG) participou de live com a professora do DI Noemi Rodriguez. Fotos: Arquivo Pessoal

Professor emérito da UFMG mostrou como o trabalho dos vencedores do Prêmio Turing afeta a computação nos dias de hoje

 

Considerados o ‘coração’ da ciência da computação, os algoritmos são fundamentais para o desenvolvimento de diversas tecnologias na era digital. Eles formam um conjunto de instruções que informam à máquina como realizar as tarefas programadas. “O trabalho dos cientistas Jeffrey Ullman e Alfred Aho, mostrou como olhar para os algoritmos de uma maneira formal, criando o caminho para entendê-los”, destacou o professor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Roberto Bigonha durante a live da graduação do Departamento de Informática (DI) nesta quinta-feira (27). 

 

O professor falou sobre a relevância da pesquisa dos dois vencedores do Prêmio Turing 2020, maior distinção concedida a profissionais da área de computação. A entrevista foi conduzida pela professora Noemi Rodriguez, coordenadora da graduação, e transmitida pelo YouTube e pelo Facebook do DI.

 

Bigonha e Noemi ressaltaram as importantes contribuições dos premiados para o desenvolvimento da computação no mundo inteiro, principalmente na área de compiladores, que traduzem a linguagem do usuário para a máquina. 

 

“O software impulsiona todos os dispositivos tecnológicos com os quais interagimos no dia a dia, desde telefones celulares até os implementados em empresas. Todos esses aparelhos foram escritos por seres humanos, em linguagem de programação de alto nível, e depois compilados para a linguagem dos computadores. Grande parte dessa tecnologia se deve a Aho e Ullman, direta ou indiretamente”, explicou Bigonha, que fez seu mestrado na PUC-Rio em 1972.

 

Ullman e Aho iniciaram sua colaboração na década de 1960, depois de concluírem o curso de doutorado na Universidade de Princeton. Nos anos 80, sintetizaram as teorias já existentes e mostraram como passar à prática com técnicas eficientes e precisas. O resultado se concretizou em dois grandes livros: “Compilers: Principles, Techniques, and Tools” e “The Design and Analysis of Computer Algorithms”. 

 

Quando anunciou os vencedores do prêmio Turing 2020, a Association for Computing Machinery (ACM), que concede a distinção anualmente, chamou atenção para a importância destas obras que educaram gerações de cientistas da computação e continuam fazendo sucesso até os dias de hoje.

 

“Um bom curso de preparação de profissionais da computação deve prover formação e treinamento. O treinamento ajuda a encontrar o primeiro emprego, mas para continuar no mercado, formação é o que interessa. Esse é o foco dos livros de Aho e Ullman: um ‘casamento harmonioso’ entre a teoria e sua aplicação prática”, compartilhou o professor Bigonha durante a apresentação.

 

A apresentação fez parte da série de seminários da graduação, que ocorre duas vezes por mês. Para não ficar de fora e acompanhar todas as lives do DI, inscreva-se no nosso canal no YouTube e curta nossa página no Facebook!